Segunda a Sexta 09:00 - 19:00

Up Clinic

+351 925 227 377
info@davidrasteiro.pt 


Cirurgia no inverno - benefícios

Cinco motivos que levam especialistas a considerar o inverno a melhor época para determinadas cirurgias estéticas.

O tempo frio ajuda a evitar edemas ou inchaços após a realização de uma cirurgia estética. Os passos pós-operatórios assumem cada vez maior preponderância na hora de decidir realizar uma cirurgia. O uso de cintas elásticas aconselhado nalgumas cirurgias pode ser incómodo durante um processo de recuperação pós-operatório quando realizados em meses mais quentes.

Pela minha experiência é cada vez mais comum as pessoas procurarem determinadas cirurgias nos meses mais frios do ano e a procura pode mesmo aumentar 50% nesta estação. Existem diversos fatores que sugerem que o inverno é o momento chave para poder avançar para algumas cirurgias estéticas.

Esta altura do ano permite uma diminuição de inchaços e edemas no pós-operatório o que ajuda no processo de cicatrização. Por ser uma época do ano onde verificamos temperaturas mais baixas, é normal que se possa evitar muito mais qualquer tipo de inflamação, ao contrário do tempo quente de verão que pode aumentar essa mesma possibilidade. Cirurgias como lipoaspiração ou abdominoplastia obrigam a um processo pós-operatório delicado, no qual podem ocorrer inchaços no corpo. Com o frio estes inchaços têm menor tendência a acontecer facilitando o processo de recuperação e beneficiando o paciente de um maior bem-estar.

Nestas cirurgias é ainda obrigatório o uso de roupa adequada durante algum período de tempo. Realço que sempre que realizamos uma cirurgia como uma lipoaspiração, por exemplo, há a necessidade de o paciente usar durante dois a três meses uma cinta. Suportar uma cinta durante meses frios é muito mais fácil e cómodo do que usar em meses quentes, onde o calor natural é bastante desconfortável.

Por outro lado, é extremamente importante referir a necessidade de evitar a exposição solar nas regiões do corpo mais afetadas por uma cirurgia e em processo de recuperação. Esta é uma etapa fundamental no processo de cicatrização de qualquer cirurgia estética. No inverno, com os dias menos solarengos e mais curtos, os pacientes ficam mais protegidos à exposição solar, o que é extremamente benéfico para quem está a recuperar de uma cirurgia.

Uma das preocupações dos pacientes no pós-operatório é as cicatrizes. No inverno, é mais simples esconder as cicatrizes. Com os dias frios e o uso de mais camadas de roupa, a área da intervenção cirúrgica fica muitas vezes coberta com a roupa durante o inverno, o que permite ir cicatrizando até às estações de calor e maior exposição corporal.

Por fim, o repouso. É fundamental depois de uma cirurgia plástica que o paciente repouse e faça uma vida mais regrada nos primeiros tempos. No inverno, com exceção da época natalícia, a vida social é menos ativa e as pessoas acabam por estar mais em casa, o que facilita também o descanso do paciente.

Apesar das inúmeras vantagens do inverno para a realização de cirurgias estéticas, nada impede que estes procedimentos sejam efetuados noutra altura do ano, desde que todos os passos do pós-operatório sejam seguidos. É importante perceber que qualquer cirurgia estética implica um seguimento médico próximo no pós-operatório e uma série de orientações que devem ser sempre seguidas para obter o melhor resultado possível. Por isso já sabe, se está a pensar em realizar uma cirurgia estética com pós-operatório mais complexo, pense que o inverno pode ser uma boa altura do ano para recuperar de forma mais fácil e confortável. 

Tem alguma dúvida?

Entre em contacto.